Gente de Fora na Pederneira: O caso da comunidade de Ílhavo (1609-1850)

13 

Categoria: Etiqueta:

Descrição

Um estudo que abranja as comunidades de Ílhavo e da Nazaré não será, com toda a certeza, obra do acaso, mas uma revisitação a uma relação – social e económica – que vem de tempos antigos, que se renova com a pesca do bacalhau, e que permanece com os descendentes de ílhavos que, talvez pela perda da memória colectiva, pela insipiente investigação sobre o assunto, se terão perdido nas brumas de cruzamentos familiares.

Não será por acaso que na Nazaré ainda hoje se utiliza a velha expressão “aqui somos todos primos uns dos outros”. Nada mais certo e bem comprovado pelos vários estudos genealógicos.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Gente de Fora na Pederneira: O caso da comunidade de Ílhavo (1609-1850)”

O seu endereço de email não será publicado.